Condsef convoca plenária da maioria dos federais para discutir agenda contra PEC 32

A Condsef/Fenadsef promove uma plenária nacional da maioria dos servidores federais no próximo sábado, dia 07/08.  Na pauta estará em discussão a agenda de lutas e encaminhamentos definidos no Encontro Nacional do Setor Público, realizado nos dias 29 e 30 de julho, e reuniu mais de 5 mil servidores federais, estaduais e municipais de todo o Brasil.

O manifesto e encaminhamentos tirados no encontro são fruto do esforço de construção e de um amplo processo de unidade das centrais sindicais, de outras entidades representativas do movimento de trabalhadores e também da Frente Parlamentar Mista do Serviço Público.

Pressionar os deputados da Comissão Especial da PEC 32

Com a volta do recesso parlamentar, a pressão junto aos deputados e deputadas membros da Comissão Especial que discute a reforma Administrativa (PEC 32/20) será fundamental. A Frente Parlamentar Mista do Serviço Público colocou no ar em sua página o “Observatório do Parlamento”. É uma ferramenta que aponta como votam deputados membros da Comissão Especial. Para os que votam a favor da PEC 32 e os indecisos, é possível ir até o parlamentar nas redes sociais e buscar convencê-lo da importância de dar um voto em defesa dos direitos do povo a serviços públicos.

Parlamentares já convencidos dos efeitos nefastos da reforma Administrativa na vida dos brasileiros alertam que é justamente o poder de pressão que será capaz de reverter o quadro no Congresso Nacional. O objetivo central é um só: derrotar de vez a PEC 32/20 de Bolsonaro-Guedes.

Ato e audiência com relator da PEC 32

Nesta quarta, 03/08, a Frente Parlamentar Mista do Serviço Público tenta confirmar uma audiência com o relator da reforma Administrativa na Comissão Especial da Câmara, deputado Arthur Maia. Servidores devem realizar um ato em Brasília no mesmo dia com intuito de marcar o retorno do recesso parlamentar.

Com o retorno parlamentar, a PEC 32 volta a ser analisada na Comissão Especial da Câmara. A proposta é o eixo principal da luta dos servidores porque não só destrói as carreiras dos trabalhadores como destrói o serviço público em si, afetando toda a população, em especial a mais pobre, que depende dos serviços públicos.

18 de agosto: greve geral do setor público 

O Encontro Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Setor Público mostrou a força da mobilização e unidade em torno do objetivo de derrotar a PEC 32/20 no Congresso. O dia 18 de agosto está apontado como dia de greve geral de servidores federais, estaduais e municipais de todo o país. Essa é uma das propostas do Fórum das Centrais Sindicais para combater a reforma Administrativa, mais um ataque do governo Bolsonaro à classe trabalhadora e ao povo.

A intenção principal da PEC 32 é tirar pessoas – os pobres – do orçamento, com o argumento de que é necessário ‘desinchar o Estado’, mas que na verdade, só reduz a capacidade de investimento em políticas públicas voltadas às áreas essenciais, justamente as que mais a população precisa.

Assim como as reformas Trabalhista e da Previdência, a reforma Administrativa é apenas mais uma desculpa para transformar o que são direitos constitucionais da população brasileira em lucro nas mãos de poucos.

Assembleias na base de cada categoria serão convocadas com o objetivo de dialogar com os servidores e assim aprovar e organizar a greve geral do setor público.

MANIFESTO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + 1 =