Dia 03/07 – Todos às ruas pelo Fora Bolsonaro

A terceira onda de manifestações pelo ‘Fora, Bolsonaro’, marcada para este sábado, 03 de julho, já conta com atos em mais de 180 cidades em todo o Brasil. Em Minas Gerais, além de Belo Horizonte, outras 34 cidades já confirmaram atividades, tais como Barbacena, Brumadinho, Campo Belo, Caxambu, Congonhas, Conselheiro Lafaiete, Divinópolis, Formiga, Governador Valadares, Ipatinga, Itabira, Itajubá, Itaúna, João Monlevade, Juiz de Fora, Mariana, Montes Claros, Oliveira, Ouro Branco, Ouro Preto, Passos, Patos de Minas, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Ribeirão das Neves, Sacramento, São João del Rei, Sete Lagoas, Tiradentes, Ubá, Uberaba, Uberlândia, Varginha e Viçosa.  Em Belo Horizonte, a manifestação acontecerá a partir das 14h, na Praça da Liberdade. E de lá seguirá em carreata pelas ruas da cidade.

As manifestações, convocadas pela CUT, centrais e movimentos que integram as frentes Brasil Popular e Povo sem Medo, são essenciais para reforçar a pressão para que o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) dê andamento ao processo de impeachment de Bolsonaro.

E as denúncias de corrupção na compra de vacinas no governo Bolsonaro reforçam a mobilização neste dia 03/07, que pede ainda auxílio emergencial de R$ 600, vacinas para todos e todas, mais investimentos no Sistema Único de Saúde (SUS) e na educação e emprego e é contra as privatizações e contra a reforma Administrativa.

Ao povo não resta outra alternativa a não ser tomar as ruas e pressionar pela saída deste que é um dos, senão o pior governo da história do nosso país.  Somente com o fim deste governo o país pode começar a pensar novamente em uma recuperação econômica com geração de emprego e renda e com políticas sociais de proteção ao povo brasileiro, em especial os mais pobres, que foram mais impactados pela pandemia.

Diante do quadro de caos que se apresenta, o processo de mobilização popular é inevitável, pois o Brasil volta a figurar no mapa da fome, por conta de uma política econômica voltada a favorecer o agronegócio,  encarecendo os alimentos que já faltam nas mesas dos brasileiros. No setor de combustíveis, a política de preços asfixia a economia e a população convive com aumentos constantes dos preços dos combustíveis, inclusive, do gás de cozinha.

Mas a agenda de desmonte do Estado Brasileiro segue firme no Congresso Nacional. Nas últimas semanas assistimos a privatização da Eletrobrás por meio de medida provisória.  E a consequência disso todos nós já sabemos: aumento da conta de energia elétrica, precarização do serviço e até apagões. A Reforma Administrativa, outro capítulo do desmonte do país, visa acabar com os serviços públicos para a população.

Quem não se sentir seguro para participar da atividade de forma presencial, pode contribuir com a mobilização nas redes sociais pela hastag #3JForaBolsonaro.

Seja de forma presencial, seja virtual, precisamos participar. O que está em jogo neste país é a democracia, a saúde pública, a segurança alimentar dos brasileiros etc. Não podemos abrir mão de nada disso, muito menos aceitar um governo corrupto e um presidente da República criminoso como esse.

Importante! Assim como nos atos dos dias 29 de maio e 19 de junho serão tomadas todas as medidas de segurança, como o uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − dois =