Portaria do Ministério da Economia permite aumento de salário para Bolsonaro e seus ministros enquanto população e servidores estão com salários arrochados

Enquanto a maioria dos servidores está com os salários congelados, o Ministério da Economia aprovou uma portaria que permite o aumento de salário do presidente da República e dos ministros. Apelidado de  “teto duplex “, o texto trará um aumento de 6% nos vencimentos de Jair Bolsonaro , indo de R$ 39,3 mil para R$ 41,6 mil.

O aumento pode chegar a 69% a depender da autoridade. Os salários dos altos cargos do funcionalismo que acumulam duas funções poderão chegar a R$ 78.586,64 por mês.

O teto constitucional deveria ser R$ 39 mil, que é quanto recebe um ministro do Supremo Tribunal Federal, porém a medida flexibiliza a regra, e beneficia além da presidência, os ministros militares do governo, e o vice-presidente Hamilton Mourão.

No total, o ministério da Economia espera gastar R$ 66 milhões a mais por ano. Com esse valor daria para pagar 66 mil beneficiários do auxílio emergencial por quatro meses, considerando valor médio de R$ 250.

 

Veja a lista:

  • Ministro da Defesa, Walter Braga Netto: aumento de R$ 22,8 mil, totalizando R$ 62 mil por mês (alta de 58%).
  • Ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, vai receber um adicional de R$ 23,8 mil. O salário irá para R$ 63 mil (acréscimo de 60%).
  • Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, com elevação de R$ 17,1 mil, indo a R$ 56,4 mil por mês (aumento de 44%).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + cinco =