Para facilitar a privatização governo divulga benefícios concedidos aos empregados de estatais

Numa ofensiva em defesa das privatizações, o Ministério da Economia divulgou um relatório que descreve os benefícios concedidos a funcionários de empresas estatais federais. O governo alega que quer dar transparência a essas informações, mas na verdade se esqueceu de mencionar que tais benefícios são resultado de acordos coletivos entre as empresas e seus empregados.

No relatório estão empresas como Petrobrás, Docas do Espírito Santo, Docas do Rio de Janeiro, Infraero, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal. Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e Eletrobrás. Coincidentemente empresas que o governo quer a todo custo privatizar sob a alegação que são ineficientes e não dão lucro.

A divulgação dos dados acontece no momento em que Paulo Guedes e sua equipe buscam apoio no Congresso para avançar com as privatizações, tema que não avançou nos dois primeiros anos do governo e que sofre resistências entre parlamentares, inclusive dos partidos que apoiam o presidente Jair Bolsonaro. A área econômica quer chamar atenção para o que classifica de “privilégios”.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, e sua equipe defendem a privatização de estatais, como forma de gerar receita, reduzir a influência do governo no mercado e atrair investimentos privados. A divulgação de salários e benefícios das companhias sob controle da União reforça a tentativa de pressionar a opinião pública a favor desta agenda liberal, que não teve sucesso nos primeiros anos do governo.

A política neoliberal imposta ao país agora é muito mais radical que a do governo Temer. Se depender do governo Bolsonaro não vai sobrar nada. O Brasil segue um caminho que acaba com a soberania nacional e eleva a desigualdade social, o desemprego e a violência. Perde o povo brasileiro. Ganha o grande capital estrangeiro.

Privatização de estatais é golpe contra a nação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − dez =