Não é reforma! É retirada de direitos!

I NÃO À REFORMA ADMINISTRATIVA I

O projeto de Reforma Administrativa segue como a principal pauta para os parlamentares e para a sociedade brasileira. Baseada em princípios ultraneoliberais, a Reforma promete congelar despesas públicas para não realização de concursos e não concessão de aumentos ao funcionalismo; substituir servidores de carreira por temporários, terceirizados, concessões e organizações do terceiro setor; e facilitar a demissão e redução salarial de servidores.

I O FUTURO REPETINDO O PASSADOI

A famosa granada de Paulo Guedes, no bolso dos servidores, é uma volta ao tempo. É o avanço do passado, do patrimonialismo, de servidores subservientes, sem formação específica, sem concurso, escolhidos pela benção de um padrinho político e de menos direitos e serviços públicos à população que mais precisa.

Diante da pandemia, até mesmo os maiores críticos do serviço público neste país se viram na obrigação de mudar seus discursos. Ficou claro para todos a relevância do Sistema Único de Saúde [SUS], da segurança pública e dos serviços sociais prestados pelo Estado nos três níveis administrativos.

Acompanhe nossa campanha, servidor. Saiba tudo sobre essa tentativa de destruir seus direitos e lute com a gente pelo derrubada deste projeto!

#NãoAReformaAdministrativa #ResistênciaSim #RetiradaDeDireitosNunca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + nove =